sábado, 30 de abril de 2011

Tropeço!...entre os espinhos que a vida me apresenta com a dor dos pequenos abandonados nas ruas, com a fome que se apresenta à muitos, com a violência que assusta os velhos, com os falsos governantes; demagogos...




Tropeço entre os espinhos que a vida me apresenta,

machuco-me com a dor dos pequenos abandonados nas ruas,

machuco-me com a violência que assusta os velhos,

Tropeço com a fome que se apresenta à muitos,

entre lápides que recolhem os mortos vítimas da violência sem limites,

Tropeço com os falsos governantes; demagogos

a prometer horizontes de luz e oferecer sempre noites de trevas...

Tropeço-me diante dos jovens que entregam seus corpos

puramente por prazer,

Tropeço na decadência dos costumes,

tropeço diante dos falsos amigos

a nos prometer estrelas e a nos oferecer chicotes,

Nos falsos amores...

Tropeço-me diante da falta de caráter,

diante daqueles que fogem do trabalho que edifica a alma

e se entregam ao tempo ocioso em busca da destruição de seu próximo,

tropeço quando vejo um corpo jogado em mesa fria de mármore derrotado pelas drogas,

tropeço diante das lágrimas de uma mãe desprezada pelos seus filhos,

tropeço diante do pai que só pensa no sustento material de sua família; dando as costas ao sustento espiritual,

Tropeço diante do preconceito em todas as suas formas

E, sigo já machucado pelos inúmeros tropeços que não consigo evitar, mas não me entrego...

Pois as mãos de alguém que espera

que eu continue minha luta,

afim de fazer com que os tropeços desapareçam,

espera algo de mim, afinal ele é meu Pai, ele é Deus!
Paulo Nunes Junior

O Desafio da Gordura...Em algum lugar do meu DNA implantaram um gene de urso polar e meu organismo sempre tem a sensação de que eu vou hibernar durante seis meses e assim, resolve guardar tudo o que como pra sobreviver ao inverno. .


"Tenho dois grandes problemas em relação a meu peso: dificuldade de emagrecer e facilidade de engordar.
Em algum lugar do meu DNA implantaram um gene de urso polar e meu organismo sempre tem a sensação de que eu vou hibernar durante seis meses e assim, resolve guardar tudo o que como pra sobreviver ao inverno.
O problema é que a vida do urso polar é só inverno.
Sem contar que eu devo ter um sério distúrbio oftalmológico, ligado ao acúmulo de gordura, porque basta eu olhar para uma lasagna que minha bunda aumenta.
Pelo menos a recíproca não é verdadeira, quando eu me sento, felizmente, não fico cega.
Claro, ao longo da vida já engordei, emagreci, engordei, emagreci, como qualquer sanfona histérica.
Nada de tão grave que me impedisse de virar a roleta no metrô com uma pequena ajuda ou que me fizesse entalar na roda-gigante.
Inclusive, em duas ocasiões em que eu havia engordado muito, tive uma grande melhora depois que tiraram as crianças de dentro.
O caso é que nesse engorda-emagrece engorda-emagrece, eu parei por último no engorda.
O problema é que passar a vida inteira preocupada com o peso, é um porre (DISCORDO, de acordo com o dicionário Aurélio: porre é qdo vc bebe demais que dá ressaca no dia seguinte!!!!).
E a pior parte é ouvir as mesmas soluções e receitas de dieta que você não vai fazer, como 'comer muita fruta, muita verdura, cortar massas e suspender o açúcar'.
Ah, então tá. Vamos cortar as massas. Pega a tesoura, por favor, que eu vou picotar o espaguete e já volto .
O açúcar eu vou guardar em cima do armário prá ficar suspenso.
As frutas eu vou comer, todas, como um bom abacatesão e uma jaca gay .
E, claro, vou recorrer à piada mais velha do mundo e dizer que toda mulher adora ver dura.
Vamos deixar de ser hipócritas, o mundo ocidental, capitalista, foi projetado para produzir gente gorda.
Você vai na lanchonete e tudo é gorduroso, calórico e cheio de açúcar. Pra disfarçar eles vendem uma daquelas saladinhas transgênicas cuja embalagem é mais saudável que o conteúdo.
Em qualquer lugar do planeta, na padaria, no posto de gasolina, na banca de revistas, você pode comer salgadinhos, bala, chocolate, tudo que engorda.
Ninguém nunca viu um pacote de cenoura picada, pepino em rodelinha, talos de salsão na boca de caixa da padaria.
Porém, não é só a ingestão da comida que é programada para deixar você obeso e infeliz: todo o marketing da indústria do emagrecimento, foi construído para mentir e levar seu dinheirinho.
As modelos que vendem aparelhos de ginástica, fazem lipo, botam silicone e depois vão dizer que foi aquela cadeirinha super-duper-lipo-sculpt, em quatro parcelinhas de xis e noventa e nove, que fez com que ela ficasse com aquele corpinho.
O apresentador toma remédio pra emagrecer, faz uma plástica e depois vende diet-sucos pra enganar você
Quem nasceu magro, seja magro de ruim ou magro de fome, está na vantagem. Vai economizar muito dinheiro, tempo e sanidade mental.
Quem tem tendência a sair rolando, sabe como é o momento de enfrentar a balança do banheiro.
Primeiro você tira a roupa, o sapato, a meia, e sobe na balança (eu tiro também a piranha do cabelo e os óculos de grau mas daí na hora de ver o peso sem os óculos, sempre acho que estou vendo errado - leia-se, a mais do que deveria - então, recoloco os óculos de grau, obviamente desconto umas 300 gramas do peso que estou vendo - afinal os óculos também pesam - e não é que dá o peso que eu tinha visto antes???? Vou trocar a balança! Deve estar errada!). Não acredita naqueles quilos todos. Aí você faz xixi, escova os dentes, corta as unhas, pra se livrar de mais alguns gramas e sobe na balança de novo.
Nada.
O ponteiro já está rindo da sua cara e não sai do lugar. Você resolve botar mais coisas pra fora. Chora, corta o cabelo, tira a sobrancelha, depila as pernas, arranca uma obturação.
Nada.
Dá vontade de pular da janela mas morrer gordo e pelado é o pior vexame (HHHHHHHAAAAAA!). Melhor ficar vivo com uma roupinha larga.
Você volta, se veste e sai do banheiro se sentindo uma pizza de ontem grudada na tampa, um lixo, um nada.
Mas, dizem que enquanto há vida há ex-pelancas e para tudo há uma solução.
É só você fazer reeducação alimentar.
Ah, bom! Era isso... falta de educação.
Agora sim, vou dividir minhas horas do dia, fragmentar as refeições, ingerir mais proteínas do que carboidratos, trocar o açúcar por adoçante e tudo vai dar certo.
Sim, porque no fim, você vai ao spa, faz uma lipo, bota uma prótese. Se não der certo, você grampeia o estômago, costura a boca e amplia o reto!
Você vai ver que fácil vai ser, você vai ficar magro, direto!!
O que eu faria com uns 'quilinhos a menos'?
Sairia correndo pra dar um soco na cara do imbecil que criou esse comercial!
Aproveitando o nome do remédio já faço a rima: "vá K-gá no matagal!!!"
Agora, com licença que eu tenho que sair pra caminhar.
Sabe, fazer exercícios queima calorias... emagrece...ou pelo menos, desengorda!
E, claro, vou usar todas aquelas instruções cômicas para regime que rolam pela web, com dados científicos como "bolacha quebrada não conta calorias", "tudo o que você come e ninguém vê, não engorda", "depois da meia noite, a comida perde o efeito"!
Se não tem jeito, então, não tem jeito.
A solução é viver satisfeito!
Um low-fat beijo, um light-browse, um diet aperto de mouse."

Rosana Hermann

Dia do Trabalhador...Os trabalhadores brasileiros têm o que comemorar?



No dia 1º de maio, comemora-se o dia do trabalhador.
Os trabalhadores brasileiros têm o que comemorar?
Com o novo salário mínimo será que o trabalhador brasileiro conseguirá manter-se com dignidade?
É ridícula a idéia de que o brasileiro está ganhando melhor, comendo mais, comprando mais e vivendo melhor, o brasileiro está sim se endividando mais.
Agora vejamos o que seria um brasileiro viver com dignidade com sua família de quatro pessoas.
Ter uma casa pequena, porém, própria e com saneamento básico.
Poder alimentar-se com decência, diariamente, com: carne, leite e pão.
Comer regularmente frutas e verduras.
Ter sempre o dinheiro para pagar o coletivo.
Ter como comprar regularmente, roupas e calçados para família e alguma mobília para sua casa.
Ter dinheiro para ir com a família de vez em quando em alguma atividade social, como praças, parques, cinema, casa de parentes, etc.
Comer pelo menos uma vez por mês, uma pizza.
Poder pagar um plano de saúde para a família.
Estas seriam algumas coisas, mínimas para se viver simples, porém dignamente.
Pode o nosso trabalhador brasileiro, que ganha um salário mínimo, pensar por acaso em ter uma vida assim?
Quem ganha um salário mínimo, tem mulher e dois filhos, mora num barraco de lona ou compensado, no lugar mais longe da periferia, no meio do esgoto e da marginalidade, tem apenas um bico de luz, pego emprestado de algum vizinho, uma velha TV , calçados e roupas corroídas e come apenas uma vez por dia, provavelmente, seus filhos nem sabem o que seja leite e nunca viram uma pizza, caminha ou pedala quilômetros por dia pra chegar ao emprego, nunca entrou num cinema e quando vai à casa de algum parente que vive melhor, é porque não tem o que comer em casa, deve na bodega do bairro e não tem como pagar, suas perspectivas de vida são: viver um dia depois do outro, sem nenhuma esperança de melhora. Nesta condição, existem milhões de brasileiros.
Nem vamos comentar aqui a condição em que vivem os aposentados do INSS, obviamente aqueles que têm aposentadoria padrão, pessoas idosas, que já deram a sua contribuição na construção deste país e agora são tratados com indignidade.
Uma pesquisa da conta que cerca de 4 milhões de pessoas no país, vivem de trabalho informal, não tem garantias nem segurança, na realidade, esse número deve ser muito maior, pois, todo mundo faz alguma coisa “pra se virar e completar a renda”.
Durante anos, as elites deste país governaram e espoliaram os trabalhadores, durante anos, os trabalhadores lutaram para chegar ao poder, para lá chegando, poder tentar melhorar as condições de trabalho e vida da classe trabalhadora. Infelizmente o que aconteceu não foi isso, os políticos “trabalhadores”, se elitizaram e jogaram por terra os seus ideais e as esperanças do povo trabalhador, hoje, roubam, corrompem, são corrompidos, fazem todo tipo de conchavo político, o fisiologismo é prática usual nos meios políticos, legislam em causa própria, exploram a inocência e a ignorância do povo, locupletam-se com o que podem do poder que exercem, usam descaradamente o nepotismo, os famigerados cartões corporativos e as mordomias governamentais, nem se lembram mais, que um dia tiveram um pacto com os trabalhadores.
Claro que houve avanços, mas os avanços e melhorias são para uma minoria não para a massa de trabalhadores.
Mesmo assim, com todas estas dificuldades, o povo brasileiro continua sobrevivendo, mesmo que as condições não sejam as melhores, mesmo que o salário seja ridículo, sem saúde, sem educação, com desemprego e violência, o povo brasileiro está em pé e ainda pode dar o troco, dar a volta por cima, porque Deus é brasileiro.
Parabéns aos homens e mulheres trabalhadores deste Brasil, porque são eles que fazem a diferença!
Jorge Nascimento

Teu coração já sofreu ameaça de um hacker? Navegando agora estou, em busca de seu amor...Ao simples click invadirei seu micro.Abrir-se-á tela e roubarei a senha de seu coração ...



Hoje
Transportar-me-ei pelas reds da net
Navegarei insistentemente a sua procura
Achando-te:
Invadirei seus espaços
Ocuparei seus braços
Preencherei suas noites insones
Saciarei-me de seu desejo dormente...


Roubarei a senha de seu coração dormente
Saciar-me-ei de seus beijos ardentes
Prender-te-ei em meus amassos
Algemar-te-ei em meus braços
Travarei seus descompassos...


Reiniciarei sua micro história
Apagarei sua dor
Instalarei desejos calientes,
Comando _blank abrirão novos e inéditos delírios,
ardentes,
frementes,
inebriantes...


Navegando agora estou,
em busca de seu amor...
Quando menos esperar
Ao simples click do e-mail
Invadirei seu micro
Abrir-se-á tela em html, flash...
e...
Cairei em seus braços!


Antes que me delete
Hackearei seus medos
Darei execute em seus desejos
Instalarei o sabor de meu corpo no seu
Deletarei sua memória ram
Instalarei novos códigos já(-)vas
Darei novos comandos em seu coração


Seu HD ficará sem espaço para antigos programas
Ocuparei todos seus espaços,
seus braços,
sua vida,
sua cama,
Hachearei sua alma!!!

( Vanderli Medeiros )

Dentro de você, existem duas teclas poderosas: Delete e Arquive... Use-as com sabedoria !!!



Delete:

Tudo aquilo que não valeu à pena, quem mentiu,
quem enganou seu coração, quem teve inveja,
quem tentou destruir você, quem usou máscaras, quem te magoou,
quem nunca chegou a saber exatamente quem você é...

Arquive:

As pessoas reais, ainda que virtuais, que cederam carinho,
tempo, palavras, conselhos, a mão, o coração.
Pessoas que, de um jeito ou de outro,
ajudaram você a ser um pouco melhor,
que te fizeram crescer em sabedoria e sentimentos,
que te deram amor de verdade!

Desconhecido

DIFERENÇAS entre HOMENS e MULHERES... São verdades...Fazer o que né?!!!!!



APELIDOS
Se Adriana, Silvana, Débora e Lucia vão almoçar juntas, elas chamarão
umas às outras de Dri, Sil, Dé e Lu.
Se Leandro, Carlos, Roberto e Vanderlei saem juntos, eles afetuosamente se
referirão uns aos outros como Gordinho, Cabeção, Seco e Peidorréia.

COMENDO FORA
Quando a conta chega, Paulo, Carlos, Roberto e Vanderlei jogam na mesa
R$20,00 cada um, mesmo sendo a conta apenas R$32,50. Nenhum deles
terá trocado e nenhum vai ao menos admitir que quer troco, logo o troco
será convertido em saideras.
Quando as garotas recebem sua conta, aparecem as calculadoras de bolso e a procura pelas moedinhas exatas dentro da bolsa (muita gente se viu aqui, ne?)

FILMES
A idéia que uma mulher faz de um bom filme é aquele em que uma só pessoa
morre bem devagarinho, de preferência por amor.
Um homem considera um bom filme aquele em que muita gente morre bem
depressa, se possível com balas de metralhadora ou em grandes explosões.

DINHEIRO
Um homem pagará R$2,00 por um item que vale R$1,00, mas que ele quer.
Uma mulher pagará R$1,00 por um item que vale R$2,00, mas que ela não quer. (verdade absoluta)

CASAMENTO
Uma mulher costuma não se lembrar por que se casou com seu primeiro marido.
Um homem costuma não fazer idéia de por que sua terceira mulher se divorciou dele.

BANHEIROS
Um homem tem seis itens em seu banheiro : escova de dentes, pente, espuma de barbear, barbeador, sabonete e uma toalha de hotel. A quantidade média de itens em um banheiro tipicamente feminino é 756. Um homem não consegue identificar a maioria deles.

DISCUSSÕES
Uma mulher tem a última palavra em qualquer discussão.
Por definição, qualquer coisa que um homem disser depois disso é o começo
de outra discussão.

FUTURO
Uma mulher se preocupa com o futuro até conseguir um marido.
Um homem nunca se preocupa com o futuro até que consiga uma esposa.

MUDANÇAS
Uma mulher casa-se com um homem esperando que ele mude, mas ele não muda.
Um homem casa-se com uma mulher esperando que ela não mude, mas ela muda.
(Essa realmente é indiscutivelmente verdade...hahahha)

DIVIDINDO
Uma mulher dividirá seus pensamentos e sentimentos mais profundos com um completo estranho que lhe dê atenção.
Um homem dividirá seus pensamentos e sentimentos mais profundos apenas
quando questionado por um advogado artimanhoso, sob juramento e mesmo
assim apenas quando isso puder diminuir a sua sentença.

AMIZADE
- A mulher encontra com outra na rua: 'Nossa como você tá linda!!!'. Quando viram as costas vêm o comentário: 'Nossa como ela tá gorda!'
- Um homem encontra com outro na rua: 'Fala seu gordo-careca-bichona!!!'.Quando viram as costas vem o comentário: 'Pô, esse cara é gente fina!'
Fala que é mentira agora fala!!!

(AD)

Encontrei o seu cão. Ele não foi adotado por ninguém. Eu sei que você esperava que ele encontrasse um bom lar quando o deixou aqui, mas ele não encontrou.. Seu cão morreu.

Hoje encontrei seu cão. Não, ele não foi adotado por ninguém. Aqui por perto, a maioria das pessoas já têm vários cães; aqueles que não têm nenhum não querem um cão. Eu sei que você esperava que ele encontrasse um bom lar quando o deixou aqui, mas ele não encontrou. Quando o vi pela primeira vez, ele estava bem longe da casa mais próxima e estava sozinho, com sede, magro e mancava por causa de um machucado na pata. Eu queria tanto ser você naquele momento em que parei na frente dele. Para ver sua cauda abanando e seus olhos brilhando ao pular nos seus braços, pois ele sabia que você o encontraria, sabia que você não esqueceria dele. Para ver o perdão em seus olhos pelo sofrimento e pela dor por que ele havia passado em sua jornada sem fim à sua procura...

Mas eu não era você. E, apesar das minhas tentativas de convencê-lo a se aproximar, seus olhos me viam um estranho. Ele não confiava em mim. Ele não se aproximava. Ele virou as costas e seguiu seu caminho, pois tinha certeza de que esse caminho o levaria a você. Ele não entende que você não está procurando por ele. Ele só sabe que você não está lá, sabe apenas que precisa te encontrar. Isso é mais importante do que comida, água ou o estranho que pode lhe dar essas coisas. Percebi que seria inútil tentar persuadi-lo ou segui-lo.

Eu nem sei seu nome. Fui para casa, enchi um balde d'água e uma vasilha de comida e voltei para o lugar onde o havia encontrado. Não havia nem sinal dele, mas deixei a água e a comida debaixo da árvore onde ele havia buscado abrigo do sol e um pouco de descanso. Veja bem, ele não é um cão selvagem. Ao domesticá-lo, você tirou dele o instinto de sobrevivência nas ruas. Ele só sabe que precisa caminhar o dia todo. Ele não sabe que o sol e o calor podem custar-lhe a vida. Ele só sabe que precisa encontrá-lo. Aguardei na esperança de que voltasse para buscar abrigo sob a árvore, na esperança de que a água e a comida que havia trazido fizessem com que confiasse em mim e eu pudesse levá-lo para casa, cuidar do machucado da pata, dar-lhe um canto fresco para se deitar e ajudá-lo a entender que agora você não faria mais parte de sua vida. Ele não voltou aquela manhã e, quando a noite caiu, a água e a comida permaneciam intocadas. Fiquei preocupada. Você deve saber que poucas pessoas tentariam ajudar seu cão. Algumas o enxotariam, outras chamariam a carrocinha, que lhe daria o destinodo qual você achou que o estava salvando , depois de dias de sofrimento sem água ou comida. Voltei ao local antes do anoitecer.


Não o encontrei.
Na manhã seguinte, voltei e vi que a água e a comida permaneciam intactas. Ah, se você estivesse aqui para chamar seu nome! Sua voz é tão familiar para ele. Comecei a ir na direção que ele havia tomado ontem, sem muita esperança de encontrá-lo. Ele estava tão desesperado para te encontrar, que seria capaz de caminhar muitos quilômetros em 24 horas. Algumas horas mais tarde, a uma boa distância do local onde eu o havia visto pela primeira vez, finalmente encontrei seu cão. A sede não o atormentava mais. Sua fome havia desaparecido e suas dores haviam passado. O machucado da pata não o incomodava mais. Agora seu cão está livre de todo esse sofrimento. Seu cão morreu. Ajoelhei-me ao lado dele e chorei por você não estar aqui ontem para que eu pudesse ver o brilho, por um instante sequer, naqueles olhos vazios. Rezei, pedindo que sua jornada o tenha levado àquele lugar que acho que você esperava que ele encontrasse. Se você soubesse por quanta coisa ele passou para chegar lá...

E eu sofro, pois sei que, se ele acordasse agora, e se eu fosse você, seus olhos brilhariam ao reconhecê-lo, ele abanaria sua cauda, perdoando-o por tê-lo abandonado.

Esse texto, de autoria desconhecida, veio parar na minha caixa de e-mails e eu me emocionei muito ao lê-lo... é profundamente triste e real.

Toda menina tem sonhos de mulher. Toda mulher sonha os sonhos de menina ... a criança. Cresceu dentro da princesa. Acordando a mulher ...


Toda menina tem sonhos de mulher
Toda mulher sonha os sonhos de menina
E foi num sonho de menina
Que a vi perdida em devaneios
Dentro de um conto de fadas
De Príncipe, Princesa e um Reino.
Dançando o grande baile
Se amavam em segredo
Valsando todos seus sonhos
Bailavam emoções
De tão sonhados beijos.
A orquestra tocava em delírio
Ao ver a dança encantada
De sonhos azuis dourados
Esvoaçavam os babados
Do impecável vestido da Princesa.
Anjos faziam o coro em melodiosa cantoria
Nos olhinhos coloridos embargados de emoção
Pequeninas lágrimas saltitavam no salão
Eram estrelinhas testemunhas da alegria.
Melodiosas e afinadas harpas
Enfeitadas com flores e fitas coloridas
Por delicados dedos dedilhadas
Davam a peça todo encanto angelical
Desse lindo conto de fadas.
Eram dias de Azul esperança
Embalados na fantasia
Dentro dos sonhos, a criança
Cresceu dentro da princesa
Acordando a mulher
E nessa hora em silêncio fenesceu
Toda a magia e pureza do encanto
O mau fadado sonho alado
Morre encarcerado no castelo de um Reino
Nasce a solidão do coração da Princesa.
Acorda agora a mulher em sua dor
Recolhendo os pedaços e as pedrinhas da coroa
Que rolavam no chão do sonho prisioneira
Foi o presente mais amado
Do seu querido Príncipe encantado.
Rosan Azul

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Aparentemente, as mães assemelham-se a qualquer outro ser do sexo feminino.



Aparentemente, as mães assemelham-se a qualquer outro ser do sexo feminino. Mas não é bem assim!…A partir do momento em que são mães, a maioria das mulheres começa a manifestar características únicas e muito especiais. Conheça aqui algumas…

Olhos Os olhos da mãe podem ser de qualquer cor e devem ser capazes de ver o que mais ninguém vê. Duma maneira geral, a expressão dos olhos deve ser suave e amistosa, mas deverá ter a capacidade de “soltar faíscas” nos momentos certos. Uma ferramenta tipicamente usada por todas as mães, independentemente da cultura de cada país, são os “olhos atrás das costas”.
Ouvidos
Os ouvidos das mães devem estar preparados para todas as eventualidades 24 horas por dia. Devem ser capazes de ouvir um bebé choramingar na outra ponta da casa ou de escutar os cochichos da filha adolescente com as amigas. Devem ainda ter potência suficiente para aguentar a música dos Patinhos ou a birra de uma criança que quer um brinquedo. No entanto, é importante que estejam mal sintonizadas para as más disposições dos filhos mais rebeldes.

Nariz
Ah, o nariz!… Capaz de cheirar uma fralda recheada a 50 metros! Até agora, não há provas de que a teoria do “maior é melhor” funcione neste caso. Algumas mães têm narizinhos muito pequeninos que parecem não funcionar, mas que na realidade conseguem “cheirar” quantos cigarros fumou o seu filho adolescente. Mas o nariz da mãe também tem sempre o prazer de cheirar os ramos de flores oferecidos pelos filhos.

Boca
Além da sua localização na entrada do aparelho digestivo, que permite que as mães estejam sempre bem alimentadas e saudáveis, a boca tem outras características muito importantes. Deve ser capaz de cantar uma suave canção de embalar sem sair do ritmo e de conversar durante horas a fio. Dela devem sair palavras meigas e bonitas e muitos conselhos. A única regra absoluta é que nunca, mas mesmo nunca deve ser usada para insultar, desmentir ou humilhar uma criança. A mãe até pode estar zangada, mas a agressão verbal é totalmente proíbida. Por outro lado, um requisito absolutamente obrigatório em qualquer boca de mãe é conseguir dar milhões de beijinhos aos seus filhotes e de, desta forma, curar qualquer dor, desde um arranhão a um desgosto amoroso.

Peito
A sua primeira tarefa em relação aos filhos é fornecer-lhes alimento e aí são verdadeiras máquinas de leite, independentemente do seu tamanho ou forma. Possuem ainda uma função aconchegante, o que faz com que todos os bebés adormeçam com facilidade no colo da mãe.

Barriga
Este é o primeiro lar de todas as crianças. Conhecida pelas suas características interiores bastante aconchegantes, a barriga da mãe continua a ter algumas utilidades mesmo depois do nascimento. Juntamente com o peito, é o lugar preferido dos mais pequenos para valentes sonecas.

Costas
Se bem que na sociedade ocidental não é assim tão comum, nalgumas culturas as costas da mãe são utilizadas como meio de transporte dos mais pequenos. No entanto, as barreiras culturais são ultrapassadas com a expressão “carregar o mundo às costas”, usada por todas as mães a nível universal.

Braços
Devem ser fortes para carregar os filhos ao colo, para transportar os sacos das fraldas e todo o tipo de tralhas. Todas as mães têm mil e um braços invisíveis que chegam a todo o lado e a todos os filhos ao mesmo tempo. De entre as suas inúmeras funções, são indispensáveis para adormecer uma criança e principalmente para dar xi-corações.

Mãos
Complementos importantíssimos localizados na extremidade dos braços. Servem para tudo e mais qualquer coisa. Uma das suas principais funções é fazerem festinhas sem se cansarem. Apesar de estar expressamente proíbida a sua utilização para fins violentos, são por vezes úteis na administração de uns leves açoites…

Coração
É, sem dúvida, o orgão mais importante de qualquer mãe. Apesar de não estar à vista (ainda bem!!) é o que tem mais manifestações exteriores. Quando combinado com os outros orgãos verificam-se resultados surpreendentes. Apresenta uma particularidade interessante: ainda que a sua dimensão seja relativamente reduzida, todos dizem que “o coração de uma mãe é do tamanho do Mundo”!


(AD)

Um dia, alguém vai aparecer na sua vida e tirar tudo do lugar.



Vale muito a pena ler isso

Um dia, alguém vai aparecer na sua vida e tirar tudo do lugar. Mudar os seus hábitos, algumas opiniões, a sua cor preferida, os seus passeios de sexta, o seu programa de tv. Vai mudar também o primeiro pensamento ao acordar, e os sonhos de todas as noites, vai fazer você se superar a cada dia, e aprender a essência verdadeira do amor. Essa mesma pessoa vai fazer o seu pesadelo de infância mudar, e o que era o bicho papão do armário agora é o medo de vê-la partir algum dia. Essa pessoa vai também ser a razão para você estar aqui. Vai fazer você ter vontade de apresentá-la a todos, ter vontade de mostrar suas manias, levá-la aos seus lugares prediletos, vai fazer crescer em ti algo muito belo e especial, algo que você jamais sentiu. Vai fazer você sonhar acordada a viagem do ônibus do parque até a sua casa, durante o banho. Vai fazer você ficar suspirando de minuto em minuto, vai fazer você sentir paz apenas ao olhar para ela. Essa pessoa vai pegar seu mundo e virar do avesso, mas você não vai ligar, apenas vai achar tudo muito lindo, como tudo o que ela faz. Vai fazer você pensar em futuro, em construir uma família. Vai fazer você desejar sempre ser o seu melhor só para agradá-la, vai querer fazer você em pleno sábado assistir um filme reprisado na tv, apenas porque a companhia ao seu lado será ela. Essa pessoa vai te fazer crescer, te fazer vibrar a cada sorriso, e sempre vai estar ali para abraçar você caso haja quedas. Essa pessoa será seu porto seguro, aquela que você sempre esperou. Essa pessoa é o amor da vida toda.
(AD)

Promete ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-lhe e respeitando-lhe ....



PROMESSAS MATRIMONIAIS

Dou aqui novas sugestões de sermões:


Promete não deixar a paixão fazer de você uma pessoa controladora, e sim respeitar a individualidade do seu amado, lembrando sempre que ele não pertence a você e que está ao seu lado por livre e espontânea vontade?
- Promete saber ser amiga e ser amante, sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra, sem que isso lhe transforme numa pessoa de dupla identidade ou numa pessoa menos romântica?

- Promete fazer da passagem dos anos uma via de amadurecimento e não uma via de cobranças por sonhos idealizados que não chegaram a se concretizar?

- Promete sentir prazer de estar com a pessoa que você escolheu e ser feliz ao lado dela pelo simples fato de ela ser a pessoa que melhor conhece você e portanto a mais bem preparada para lhe ajudar, assim como você a ela?

- Promete se deixar conhecer?

- Promete que seguirá sendo uma pessoa gentil, carinhosa e educada, que não usará a rotina como desculpa para sua falta de humor?

- Promete que fará sexo sem pudores, que fará filhos por amor e por vontade, e não porque é o que esperam de você, e que os educará para serem independentes e bem informados sobre a realidade que os aguarda?

- Promete que não falará mal da pessoa com quem casou só para arrancar risadas dos outros?

- Promete que a palavra liberdade seguirá tendo a mesma importância que sempre teve na sua vida, que você saberá responsabilizar-se por si mesmo sem ficar escravizado pelo outro e que saberá lidar com sua própria solidão, que casamento algum elimina?

- Promete que será tão você mesmo quanto era minutos antes de entrar na igreja?


Sendo assim, declaro-os muito mais que marido e mulher: declaro-os maduros.

Martha Medeiros

Adeus ...


Já gastamos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastamos tudo menos o silêncio.
Gastamos os olhos com o sal das lágrimas,
gastamos as mãos à força de as apertarmos,
gastamos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.

Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro;
era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.

Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes.
E eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.

Mas isso era no tempo dos segredos,
era no tempo em que o teu corpo era um aquário,
era no tempo em que os meus olhos
eram realmente peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco, mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.

Já gastamos as palavras.
Quando agora digo: meu amor,
já se não passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.

Não temos já nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.

Adeus.

Eugénio de Andrade, in “Poesia e Prosa”

A paixão é um cabresto que te leva a pensar que ele é o único homem no mundo.



“A paixão é um cabresto que te leva a pensar que ele é o único homem no mundo. Não é. A vida nos reserva muitos amores. Eu mesma já tive alguns. Com sorte, faltam poucos. Com muita sorte, falta um só”.


(Autor desconhecido)

... No cardápio de homens, você escolhe x-tudo, big x-tudo ou big x-tudão?



Estou no terceiro chope quando junta-se a nós uma amiga retardatária. Está descabelada, com olheiras de rímel, vinda de uma matinê. Acaba de se despedir de um rapaz bonito, espirituoso, bem vestido e x-tudo.

- X-tudo??? - pergunto.
- Separado!
- Tem filhos?
- Não. Se tivesse, seria um big x-tudo.


Ainda estou assimilando a nomenclatura quando outra amiga começa um discurso no qual defende que, depois dos 30 anos, homem sem história até pega mal.

- Se nunca casou, nunca morou junto, nem namorou sério, o cara tem algum problema - diz ela.
- Bloqueio, medo de se entregar a uma relação...
- Chulé, mau hálito...

É nessa hora que todas começam a falar ao mesmo tempo e, no meio da balbúrdia, concordam que a gente costuma procurar o igual: separadas, queremos um homem que também já tenha se casado; mães, procuramos um homem que já tenha experimentado a paternidade. E por aí vamos.

- Pior é o big x-tudão!
- Big x-tudão???
- Separado, com filhos e ex-mulher neurótica.



Bem, eu nos últimos tempos ando de regime de lanches kkkkk



Rosana Caiado

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Fecha e deixa solto...Possibilite uma manobra ou encaixe, mas nunca puxe o freio de mão. A saída é flexibilizar!!!




Se você não aguenta mais ouvir aquela mesma ladainha de sempre seja do/da teu/tua namorado(a), marido (esposa), rolo, ficante ou caso, aquele questionamento irritante e initerrupto do tipo:
- "Onde foi?"-
"Onde estava?"-
"Por que não ligou?"-
"Não me disse que foi... "-
"De quem é esse número?"
- "Liguei e você não me atendeu... "- "Eu vi que você olhou para ela (e)"-
"A que horas você chegou?"

QUER UMA SOLUÇÃO? Os apaixonados precisam aprender a lidar como os flanelinhas.Como???
O flanelinha te orienta a estacionar num lugar e diz: FECHA E DEIXA SOLTO!
É simples assim... Esse é o segredo para fazer teu relacionamento durar mais que três semanas.
FECHA (sim, um relacionamento fechado, fiel e bacana), mas DEIXA SOLTO.
Possibilite uma manobra ou encaixe, mas nunca puxe o freio de mão. A saída é flexibilizar!!!

Martha Medeiros

Amar é permitir sempre, amar é deixar que o outro vá....Mesmo que essas escolhas eventualmente me excluam.



Amar é permitir sempre,
amar é deixar que o outro vá
Ou que fique, se assim o desejar.
Amar é ter um respeito absoluto
pela própria liberdade e pela liberdade do outro.
Amar é compreender sempre.
E isso não significa apenas
entendimento racional,
vai além, muito além:
Amar é reconhecer
afetuosamente
o direito que o outro tem
de fazer suas escolhas.
Mesmo que essas escolhas eventualmente me excluam.

Autoria: Edson Marques

www.Mude.blogspot.com

Você já pensou em dar um presente, mandar flores ou simplesmente dar um abraço e os parabéns à sua sogra?



Sempre criticadas, mal amadas, ridicularizadas, xingadas, indesejadas...

Assim fazem com elas, as sogras...
Rotuladas, esquecem que essas mulheres
também são humanas, também têm sentimentos.

Antes de serem sogras são mães, e o amor de mãe prevalece.

A maioria das sogras age como verdadeiras mães que ganham mais um(a) filho(a).

Por isso mesmo deveriam ser mais respeitadas, mais amadas e menos criticadas.

São excelentes avós, e grandes amigas. Só precisam ser conquistadas e amadas.

Por isso... ao invés de criticá-las, procure entendê-las. Ao invés de odiá-las, ame-as.

Só assim poderás perceber a pessoa maravilhosa que tens ao teu lado.

Autora: Sandra Mamede

Você tem sogra? Em que tipo ela se encaixa?


SARGENTO, que sempre quer saber onde vão, com quem e a que horas voltam.

CAFÉZINHO, que sempre interrompe você com um cafezinho nas melhore horas.

BAILARINA, que sempre anda na ponta dos pés para pegá-los em flagrante do sofá.

PREVENIDA, que sempre avisa que esta chegando para dar-lhe tempo de ficarem com cara de inocente.

RODÍZIO, que sempre que o recebe que encher-lhe de doces e salgados.

ENXUTA, aquela que lhe deixa louco para trocar a filha pela mãe.

PUNHAL, que lhe agrada e lhe beija, mas esta louca para esfaquear-lhe pelas costas.

CASAMENTEIRA, que esta louca pra desencalhar a filha com o primeiro que aparece.

MÁSCARA, que lhe adora, mas que fala os mais terríveis absurdos na sua ausência.

MANIPULADORA, que manipula a situação para ficar sempre a favor dela.

CEGA, que finge que não viu nada ao pegar-lhes num amasso mais quente.

INGÊNUA, que acredita que a filha ainda é virgem.

INVEJOSA, que sempre arranja uma encrenquinha para acabar com a noite de vocês

CURIOSA, que sempre pergunta aonde vocês foram, sempre que chegam em casa.

TOPEIRA, fica puxando assuntos de ex-namoradas para enciumar e fazer vocês brigarem.

WINDOWS, sempre travando um programa a dois. Inventa mil desculpas para a filha ficar em casa.

BUNDA SECA, senta-se bem próximo de vocês e fica fingindo que dorme enquanto vocês conversam ou assistem TV e nem oferece algo para comer.


TRANQUILA Uma espécie bem resolvida. Deixa o filhote livre para namorar
sem fazer perguntas. E ainda serve chá com biscoitos quando
a(o) conhece. Migra varias vezes por ano, deixando a casa liberada.

JARARACA Essa é um perigo. Sua lingua venenosa acaba com as tentativas
de namoro do filhote; o tipo mais comum.

QUERIDA Espécie amorosa, que adota as namoradas(os), escuta seus
problemas e torce pelo namoro.
Rara e em extinçao, quem captura não solta.

INTROMETIDA Se mete quando voce menos espera e adora elogiar a ex-namorada(o)
dele(a). Vence sua presa no cansaço. Costuma ir morar com o filhote
quando ele(a) se casa.

DUPLA FACE Faz a linha fina, mas na real quer puxar seu tapete. Nunca faz nada
contra você perto do filhão (ona) para que ele(a) não acredite nas suas
reclamações.
FASHION Ela não quer saber quem é você, mas o que você veste.
Se você for básica(o), já era. Para ela, nora ideal usa scarpin com
meia, customiza o uniforme e faz artesanato com o copo de requeijão.

TRABALHADORA Ela tem três empregos, faz hidroginastica, adora levar trabalho pra casa e
quando você aparece te põe para trabalhar. Para ela, nora ideal tem
que fazer tudo o que ela faz e ainda estar sempre sexy e bem-humorada.
Para o filhote dela isso é o mínimo.
(recebi por email sem autoria)

Quando nós somos crianças e assistimos aqueles filmes de contos-de-fada começamos a imaginar um futuro para nós como aquele, um príncipe encantado, um castelo, e mais coisas que fazem parte do sonho de toda garota...



(...) você acredita em contos de fadas e diz que vai encontrar o príncipe encantado e ele vai estar em qualquer lugar que você quiser que esteja. Nos contos de fadas, sempre é bem fácil descobrir o vilão, ele sempre está usando uma capa preta. Então você cresce, e percebe que o príncipe encantado não é tão fácil de encontrar como você pensou. O vilão não está usando uma capa preta, ele é bem engraçado, te faz rir e tem um cabelo perfeito..."
Taylor Swift

Acabou pensando nele como jamais imaginara que se pudesse pensar em alguém..



Acabou pensando nele como jamais imaginara que se pudesse pensar em alguém, pressentindo-o onde não estava, desejando-o onde não podia estar, acordando de súbito com a sensação física de que ele a contemplava na escuridão enquanto ela dormia, de maneira que na tarde em que sentiu seus passos resolutos no tapete de folhas amarelas da pracinha custou a crer que não fosse outro embuste da sua fantasia.

Gabriel Garcia Marquez

Confesso que ando muito cansado, sabe? um cansaço de não querer mais reclamar, de não querer pedir, de não fazer nada, de deixar as coisas acontecerem.




''Confesso que ando muito cansado, sabe?
Mas um cansaço diferente .. um cansaço de não querer mais reclamar, de não querer pedir, de não fazer nada, de deixar as coisas acontecerem.
Confesso que às vezes me dão umas crises de choro que parecem não parar, um medo e ao mesmo tempo uma certeza de tudo que quero ser, que quero fazer. Confesso que você estava em todos esses meus planos, mas eu sinto que as coisas vão escorrendo entre meus dedos, se derramando, não me pertecendo.
Estou realmente cansado.
Cansado e cansado de ser mar agitado, de ser tempestade .. quero ser mar calmo.
Preciso de segurança, de amor, de compreensão, de atenção, de alguém que sente comigo e fale: “calma, eu estou com você e vou te proteger! Nós vamos ser fortes juntos, juntos, juntos.”
Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. Confesso, confesso, confesso. Confesso que agora só espero você.
Suas confissões.''

Caio,

Digo ou não digo; fico ou não fico; tento ou não tento? É de pirar.



(...)minha cabeça parece uma metralhadora giratória, os pensamentos sendo disparados a esmo: digo ou não digo; fico ou não fico; tento ou não tento? Quem de mim é a sã e quem é a louca, por que ontem eu não estava a fim e hoje estou tão apaixonada, como estarei raciocinando daqui a duas horas, em linha reta ou por vias tortas? Alguém bate na porta interrompendo meus devaneios, é o zelador entregando a correspondência, eu agradeço e sorrio gentil, demonstrando minha perfeita sanidade. Que controle tenho eu sobre o que ainda não me aconteceu? E sobre o já acontecido, que segurança posso ter de que minha memória seja justa, de que minhas lembranças não tenham sido corrompidas? Quero e não quero a mesma coisa tantas vezes ao dia, alterno o sim e o não intimamente, tenho dúvidas impublicáveis, e ainda assim me visto com sobriedade, respondo meus e-mails e não cometo infrações de trânsito, sou confiável, sou uma doida. E essa constatação da demência que os dias nos impingem não seria lucidez das mais requintadas? É de pirar.”


Martha Medeiros – Em coisas da Vida

Mas a gente vai à luta e inventa um novo sonho, uma esperança, mesmo recauchutada:



"Sei que todos algum dia acordamos com a senhora desilusão sentada na beira da cama.
Mas a gente vai à luta e inventa um novo sonho, uma esperança, mesmo recauchutada:
vale tudo menos chorar tempo demais. Pois sempre há coisas boas para pensar.
Algumas se realizam. Criança sabe disso."

Lya Luft

Então não o ama mais?



“Então não o ama mais? - Amo. Só guardei isso num cofre. E tranquei. E esqueci a senha. Não porque quis. Foi preciso.”


Caio Fernando Abreu

Que Deus te dê asas para voar, nos sonhos te ajude a pousar, mas, também te mostre a realidade que tu terás que enfrentar sem nunca por nada recuar.



'Que Deus te cuide com carinho, que te indique o melhor caminho, que te ensine sobre o verdadeiro amor.
Que te perdoe quando preciso for.
Que Deus te dê asas para voar, nos sonhos te ajude a pousar, mas, também te mostre a realidade que tu terás que enfrentar sem nunca por nada recuar.
Que Deus te dê forças para encarar tudo aquilo que não tens como mudar ou se quer adulterar.
Que Deus te dê saúde, que teu corpo por dentro nunca mude e que ao envelhecer tu possas dizer que tua maior felicidade foi viver.
Que Deus te mostre com clareza grande e real beleza de um jardim florido, de um bom livro, de uma poesia que fale de saudade, de uma calma paisagem.
Que Deus te faça compreender porque amanhece antes de anoitecer, porque o sol se esconde quando a lua quer brilhar, e porque o sol brilha quando ele vai descansar.
Que Deus te faça ver que no sorriso de uma criança, mora toda esperança que tanto precisas para viver.
Que Deus faça de ti um ser sensível, que seja capaz de chorar sem jamais se envergonhar.
Que Deus possa te mostrar que cada onda do mar devolve tudo que ouse levar, afinal não tem intenção de roubar, o que eu tenho deve ficar.
Que Deus te ensine sobre a dignidade, sobre a força e a fragilidade, sobre a coragem e a honestidade.
Que Deus te ofereça amigos verdadeiros, e que tu saibas cultivar cada amizade que em tua vida ele plantar.
Que Deus te ensine a fé, que te faça crer em Jesus, e que te permita aceitar que por pior que seja a cruz que tenhas que carregar, com o peso que teve a dele, nunca será.'


(Desconheço autoria)

quarta-feira, 27 de abril de 2011

O MAIS LINDO PAI NOSSO QUE EU JÁ VI E LI !!!!!



Pai Nosso que estais no céu,
na terra, em todos os mundos espirituais.

Santificado e Bendito seja sempre o Vosso Nome,
mesmo quando a dor e a desilusão ferirem nosso coração.
Bendito Sejas.

O pão nosso de cada dia, dai-nos hoje.
Pai, dai-nos o pão que
revigora as forças físicas,
mas dai-nos também o pão para o espírito.

Perdoai as nossas ofensas,
mas ensinai-nos antes a merecer o Vosso perdão,
perdoando aqueles que tripudiam sobre nossas dores,
espezinham nossos corações e destroem nossas ilusões.
Que possamos perdoá-los,
não com os lábios e sim com o coração.
Afastai de nosso caminho todo
sentimento contrário a caridade.

Que este Pai Nosso seja dadivoso
para todos aqueles que sofrem como
espíritos encarnados ou desencarnados.

Que uma partícula deste Pai Nosso
vá até os cárceres onde alguns sofrem merecidamente,
mas outros pelo erro judiciário.
Que vá até os hospícios iluminando os cérebros conturbados que ali se encontram.
Que vá até os hospitais, onde muitos choram
e sofrem sem o consolo da palavra amiga.
Que vá a todos aqueles que neste momento
transpõem o pórtico da vida terrena para a espiritual, para que tenham um guia e o Vosso perdão.
Que este Pai Nosso vá até os lupanaranes
e erga as pobres e infelizes criaturas
que para ali foram tangidas pela fome,
dando-lhes apoio e fé.
Que vá até o seio da Terra onde o mineiro
está exposto ao fogo do grizu e que ele,
findo o dia, possa voltar ao seio de sua família.
Que este Pai Nosso vá até os dirigentes das nações
para que evitem a guerra e cultivem a paz.

Tende piedade dos órfãos e viúvas.
Daqueles que até esta hora não
tiveram uma côdea de pão.

Tende compaixão dos navegadores dos ares.
Dos que lutam com os vendavais no meio do mar bravio.

Tende piedade da mulher que abre os olhos do ser à vida.

E que a Paz e a Harmonia do Bem fiquem entre nós
e estejam com todos.

Assim seja.

Um Ser de Luz

Será possível viver um relacionamento puro? Sem mentiras, sem máscaras, sem joguinhos..Vocês aí, será que alguém conhece algum relacionamento onde podemos nos apresentar ao outro de forma verdadeira?.




Será que vocês conhecem, ou já ouviram boatos de alguém que viveu um relacionamento puro?
Puro é viver sem mentiras, sem máscaras, sem joguinhos. Puro é poder dizer o que pensa sem medo, e fazer a cara que quiser, e se vestir como bem entender.
Eu sempre quis viver um relacionamento assim, e, só agora, percebo que talvez seja impossível.
Numa relação não se pode dizer tudo. Será que não podemos ser nós mesmos pra sempre? E talvez nem mesmo por uns dias?
Tenho ouvido dizer que não. Que a mulher precisa ser forte, porque nós somos as maiores responsáveis: "Se a mulher souber levar, ela ganha o rapaz direitinho" é o que dizem as mais velhas. Pode parecer bom, porém temo que custe caro demais. Pra mim é um preço tão alto ter de ser sempre forte, ter de fingir e forjar por um segundo sequer. E talvez seja por isso que nunca dá certo. Sou honesta ao extremo, sou inteira e, quando acredito, lá se vão as máscaras, fico sem maquiagens, nua e inteira diante do outro.
Ah não pode...
Será?
Vocês aí, será que alguém conhece algum relacionamento onde podemos nos apresentar ao outro de forma verdadeira? "Ei, essa sou eu" diria. "Sou chata e ciumenta, e tenho rinite. Sou alérgica a tudo, menstruo muitos litros de sangue por mês, não gosto dos animais e tenho medo de ficar sozinha pra sempre" Será possível? Não no primeiro dia, talvez nem no primeiro ano. Mas que um dia, quando acontecer, não precisemos esconder. As pessoas ficam juntas por anos, décadas, deveriam poder se mostrar. Elas sentem ciúmes, inseguranças, dores de barriga... Porque não podem dizer???
"Estou com medo. Estou com medo de te perder, porque a Joana parece que gosta de você e meu coração se aperta de pavor quando penso que talvez ela seja melhor do que eu..." Puxa, não podemos dizer isso sem que o outro se sinta poderoso demais né? Será que podemos ser frágeis sem que a fragilidade nos torne fracos?
Minhas mãe diz que não. Muitos dizem que não. Nascemos só e morremos só. Fazemos cocô e xixi sozinhos, não há como ser possível dividir-se sempre, com alguém....
Há algo que deve ser preservado, escondido, ainda que doa. Porque dói um tanto. Engolir seco, sorrir amarelo, estufar o peito, sair andando. Quando queremos nos encolher e chorar, gritar e agarrarmos forte.
Dói, sermos outra, quando queríamos ser nós mesmas. Dói o peso das máscaras, quando o rosto já está cansado.
Dói os aromas artificiais, como as gelatinas coloridas, como o gosto ruim dos chicletes azuis.
Eu não queria um relacionamento com sabor de chiclete azul....eu não queria fandangos...
Mas talvez, talvez se não aceitar esses alimentos, é possível que a fome nunca me seja saciada, e eu venha a morrer de tédio, de fome, de verdades.
(recebi por email sem autoria)

As pessoas são presentes de Deus para mim. O meu presente sou eu; e o seu presente é você. Somos presentes um para o outro


As pessoas são presentes de Deus para mim. Já vêm embrulhados, alguns lindamente e outros de modo menos atraente. Alguns foram danificados no correio; outros vem por "entrega especial"; alguns são desarmados; outras hermeticamente fechados.

Mas o presente não é a caixa e sim o que está dentro dela - esta é uma importante descoberta. É tão fácil cometer um erro a esse respeito! Julgar o conteúdo pela aparência...

Às vezes, o presente é aberto com facilidade; às vezes é preciso de ajuda. Talvez porque tenham medo. Talvez porque já tenham sido magoados antes e, não queiram ser magoados de novo. Pode ser que já tenham sido abertos e depois jogados fora. Pode ser que agora se sintam mais como "coisas" do que "pessoas humanas"...

Sou uma pessoa: como todas as outras, também sou um presente. Deus encheu-me de uma bondade que é só minha. E, contudo, às vezes tenho medo de olhar dentro da minha caixa. Talvez eu tenha medo de me desapontar... Talvez eu não confie em meu próprio conteúdo. Ou pode ser que eu nunca tenha realmente aceitado o presente que eu sou... Todo encontro e relacionamento entre pessoas é uma troca de presentes...

O meu presente sou eu; e o seu presente é você.

Somos presentes um para o outro...
John Powell

O que rasga um coração, É apenas possuir um!



O que rasga um coração não é a dor da ferida aberta...
É descobrir que uma mão amiga o cortou.
Não é sentir que não se conquistou...
É entender que simplesmente, se perdeu.



O que rasga um coração não é sofrer uma desilusão...
É olhar pra trás e descobrir que se viveu de ilusão.
Não é sentir saudade...
É perceber que não deixou aos outros nenhum rastro dela.



O que rasga um coração não são palavras ferinas...
É o silêncio cortante do desprezo.
Não é chorar as decepções...
É descobrir que lágrimas não rolam mais.



O que rasga um coração não é a solidão...
É saber que uma multidão pode ser nada!
Não é deixar de receber...
É lamentar ter doado demais.



O que rasga um coração não é entender que nada fez...
É saber que nada foi!
Não é um dia ter precisado de alguém...
É saber que ninguém te precisa!



O que rasga um coração,
É apenas possuir um!


AD

Eu pensava que encontraria o meu amor assim, pronto, lindo cheiroso, com um luminoso na testa piscando: "alma gêmea, alma gêmea, alma gêmea".



"A Receita"

Eu pensava que encontraria o meu amor assim, pronto, lindo cheiroso, com um luminoso na testa piscando: "alma gêmea, alma gêmea, alma gêmea". Daríamos as mãos e sairíamos andando juntos, como ficaríamos até o envelhecer.
Eu não contava com dúvidas, medos, questionamentos, muito menos com a -hoje provável -possibilidade de mudar de idéia. Para mim o amor viria pronto para saborear, em caixinha, falaria conforme o script e não deixaria sequer um rastro de confusão ou tristeza na minha cabeça tola.
Antes, não havia a construção do amor. Havia o amor.
Mas eu me enganei.
O amor, se existir, não vem pronto. Se for um bolo de chocolate há de vir os ovos, a farinha o fermento. Com sorte virá uma receita por escrito. Normalmente não...
Ainda assim há de ter paciência para ver o bolo dourar, crescer, assar.
Há de ter sensibilidade para que não passe da hora, atenção para não deixá-lo queimar. E depois disso tudo, esperar esfriar, e ter um pouco de fome para saborear.
O amor, se existir, pode levar anos para estar pronto, uma vida inteira para, talvez, no final, percebermos que não assou, que estragou, que desmanchou no forno. Era pra ser amor, mas queimou, diremos cabisbaixos. Ou então, jovens demais, olharemos ofegantes: Era pra ser amor, mas está cru.
Talvez algumas vezes pareça que está pronto, o bolo. Apetitoso, cheiroso... Porém ao experimentar diremos: Ihh tá com gosto de farinha, mas era pra ser amor.
Ou então acontece de o bolo sair bom, tiramos uma garfada e vibramos satisfeitos: Achei! - Mas daí, quando vamos desenfornar, o bolo desmancha. Você fica lá, tentado juntar, ajeitar, mas o que era pra ser amor, está em pedaços....
Ah talvez por isso percamos a fome, nos cansamos e nos contentamos com qualquer coisa mais ou menos, sem recheio, sem gosto, sem açúcar... Eu, tenho escutado o padeiro dizer: Amor não tem mais não. Se quiser, leva esse aqui...
E lá vou eu carregando a sacolinha do bolo pulmman. Meio velho, frio, sem gosto. É só pra não morrer de fome mesmo..
(do Estações)

Me empresta seu peito porque a dor não tá cabendo só no meu.



Publicar um texto é um jeito educado de dizer “me empresta seu peito porque a dor não tá cabendo só no meu.
Tati Bernardi

Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão: paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras que nunca queria ter dito, mágoas, lembranças de um dia triste. Mas lá também havia coisas e boas. Aquela lua cor de prata, um pôr do sol, uma música. Fui me encantando e me distraindo, olhando para cada uma daquelas lembranças.


Estava precisando fazer uma faxina em mim… Jogar alguns pensamentos indesejados fora, lavar alguns tesouros que andavam meio enferrujados. Tirei do fundo das gavetas lembranças que não uso e não quero mais. Joguei fora alguns sonhos, algumas ilusões. Papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca darei; joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que não li. Olhei para meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas e as coloquei num cantinho, bem arrumadinhas, com bastante cuidado. Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão: paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras que nunca queria ter dito, mágoas, lembranças de um dia triste. Mas lá também havia coisas e boas. Aquela lua cor de prata, um pôr do sol, uma música. Fui me encantando e me distraindo, olhando para cada uma daquelas lembranças. Aí, sentei no chão, para poder fazer minhas escolhas. Joguei direto no saco de lixo os restos daquilo que pensei ser amor; peguei palavras cheias de mágoas que estavam na prateleira de cima, e também joguei fora, no mesmo instante. Outras coisas que ainda me ferem, coloquei num canto para depois ver o que farei com elas, talvez as mande para o lixão. Aí, fui naquele cantinho, naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: o Amor, a Alegria, os Sorrisos e a Fé. Arrumei com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, coloquei perfume na esperança, passei um paninho na prateleira das minhas metas, deixei-as à mostra, para não perdê-las de vista. Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças da infância, na gaveta de cima as da minha juventude e, pendurado bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar e de recomeçar.

Carlos Favaro Fanta

terça-feira, 26 de abril de 2011

A EFICIENTE EXECUTIVA MODERNA E BEM SUCEDIDA!


Foi tudo muito rápido. A executiva bem-sucedida sentiu uma pontada no peito, vacilou, cambaleou. Deu um gemido e apagou. Quando voltou a abrir os olhos, viu-se diante de um imenso Portal.

Ainda meio zonza, atravessou-o e viu uma miríade de pessoas. Todas vestindo cândidos camisolões e caminhando despreocupadas. Sem entender bem o que estava acontecendo, a executiva bem-sucedida abordou um dos passantes:


- Enfermeiro, eu preciso voltar urgente para o meu escritório, porque tenho um meeting importantíssimo. Aliás, acho que fui trazida para cá por engano, porque meu convênio médico é classe A, e isto aqui está me parecendo mais um pronto-socorro. Onde é que nós estamos?
- No céu.
- No céu?...
- É.
- Tipo assim... o céu, CÉU...! Aquele com querubins voando e coisas do gênero?
- Certamente. Aqui todos vivemos em estado de gozo permanente.

Apesar das óbvias evidências nenhuma poluição, todo mundo sorrindo, ninguém usando telefone celular), a executiva bem-sucedida custou um pouco a admitir que havia mesmo apitado na curva.

Tentou então o plano B: convencer o interlocutor, por meio das infalíveis técnicas avançadas de negociação, de que aquela situação era inaceitável. Porque, ponderou, dali a uma semana ela iria receber o bônus anual, além de estar fortemente cotada para assumir a posição de presidente do conselho de administração da empresa.

E foi aí que o interlocutor sugeriu:
- Talvez seja melhor você conversar com Pedro, o síndico.
- É? E como é que eu marco uma audiência? Ele tem secretária?
- Não, não. Basta estalar os dedos e ele aparece.
- Assim?
(...)
- Pois não?

A executiva bem-sucedida quase desaba da nuvem. À sua frente, imponente, segurando uma chave que mais parecia um martelo, estava o próprio Pedro.

Mas, a executiva havia feito um curso intensivo de approach para situações inesperadas e reagiu rapidinho:

- Bom dia. Muito prazer. Belas sandálias. Eu sou uma executiva bem-sucedida e...
- Executiva... Que palavra estranha. De que século você veio?
- Do 21. O distinto vai me dizer que não conhece o termo executiva?
- Já ouvi falar. Mas não é do meu tempo.

Foi então que a executiva bem-sucedida teve um insight. A máxima autoridade ali no paraíso aparentava ser um zero à esquerda em modernas técnicas de gestão empresarial. Logo, com seu brilhante currículo tecnocrático, a executiva poderia rapidamente assumir uma posição hierárquica, por assim dizer, celestial ali na organização.

- Sabe, meu caro Pedro. Se você me permite, eu gostaria de lhe fazer uma proposta. Basta olhar para esse povo todo aí, só batendo papo e andando a toa, para perceber que aqui no Paraíso há enormes oportunidades para dar um upgrade na produtividade sistêmica.

- É mesmo?

- Pode acreditar, porque tenho PHD em reengenharia. Por exemplo, não vejo ninguém usando crachá. Como é que a gente sabe quem é quem aqui, e quem faz o quê?

- Ah, não sabemos.

- Entendeu o meu ponto? Sem controle, há dispersão. E dispersão gera desmotivação. Com o tempo isto aqui vai acabar virando uma anarquia. Mas nós dois podemos consertar tudo isso rapidinho implementando um simples programa de targets individuais e avaliação de performance.

- Que interessante...

- É claro que, antes de tudo, precisaríamos de uma hierarquização e um organograma funcional, nada que dinâmicas de grupo e avaliações de perfis psicológicos não consigam resolver.

- !!!...???...!!!...???...!!!

- Aí, contrataríamos uma consultoria especializada para nos ajudar a definir as estratégias operacionais e estabeleceríamos algumas metas factíveis de leverage, maximizando, dessa forma, o retorno do investimento do Grande Acionista... Ele existe, certo?

- Sobre todas as coisas.

- Ótimo. O passo seguinte seria partir para um downsizing progressivo, encontrar sinergias high-tech, redigir manuais de procedimento, definir o marketing mix e investir no desenvolvimento de produtos alternativos de alto valor agregado. O mercado telestérico, por exemplo, me parece extremamente atrativo.

- Incrível!

- É óbvio que, para conseguir tudo isso, nós dois teremos que nomear um board de altíssimo nível.

Com um pacote de remuneração atraente, é claro. Coisa assim de salário de seis dígitos e todos os fringe benefits e mordomias de praxe. Porque, agora falando de colega para colega, tenho certeza de que você vai concordar comigo, Pedro. O desafio que temos pela frente vai resultar em um Turnaround radical.

- Impressionante!

- Isso significa que podemos partir para a implementação?

- Não. Significa que você terá um futuro brilhante... se for trabalhar com o nosso concorrente.

Porque você acaba de descrever, exatamente, como funciona o Inferno...

Autor: Max Gehringer

Ditos Populares - Será que você sabia disso????



E a gente pensa que repete corretamente os ' ditos populares' ...

No popular se diz: 'Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho carpinteiro'
Correto: 'Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro'
EU NÃO SABIA. E VOCÊ?

Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão.'
Enquanto o correto é: ' Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão.'

'Cor de burro quando foge.'
O correto é:
'Corro de burro quando foge!'

Outro que no popular todo mundo erra:
'Quem tem boca vai a Roma.'
O correto é:
'Quem tem boca vaia Roma.' (isso mesmo, do verbo vaiar).

Outro que todo mundo diz errado,
'Cuspido e escarrado' - quando alguém quer dizer que é muito parecido com outra pessoa.
O correto é:
'Esculpido em Carrara.' (Carrara é um tipo de mármore)

Mais um famoso... 'Quem não tem cão, caça com gato.'
O correto é:
'Quem não tem cão, caça como gato... ou seja, sozinho!'

Vai dizer que você falava corretamente todos esses?

Dicas do Profº Pasquale
Nossa Língua Portuguesa

Homens maduros e inteligentes sabem conquistar uma mulher com as suas atitudes e não apenas com palavras. Os jovens de hoje precisam conhecer o que é o verdadeiro ROMANTISMO



Há uma indisfarçável e sedutora beleza na personalidade de muitos homens que hoje estão na idade madura.
É claro que toda regra tem suas exceções, e cada idade tem o seu próprio valor.
Porém, com toda a consideração e respeito às demais idades, destacaremos aqui uma classe de homens que são companhias agradabilíssimas: os que hoje são quarentões, cinquentões e sessentões.
Percebe-se com uma certa facilidade, a sensibilidade de seus corações, a devoção que eles têm pelo que há de mais belo - o sentimentalismo!
Eles são mais inteligentes, vividos, charmosos, eloqüentes.
Sabem o que falam, e sabem falar na hora certa.
São cativantes, sabem se fazer presentes, sem incomodar.
Sabem conquistar uma boa amizade.

Em termos de relacionamentos, trocam a quantidade pela qualidade, visão aguçada sobre os valores da vida, sabem tratar uma mulher com respeito e carinho.
São Homens especiais, românticos, interessantes e atraentes pelo que possuem na sua forma de ser, de pensar, e de viver.
Na forma de encarar a vida, são mais poéticos, mais sentimentais, mais emocionais e mais emocionantes.
Homens mais amadurecidos têm maior desenvoltura no trato com as mulheres, sabem reconhecer suas qualidades, são mais espirituosos, discretos, compreensivos e mais educados.

A razão pela qual muitos Homens maduros possuem estas qualidades maravilhosas se deve a vários fatores: a opção de ser e de viver de cada um, suas personalidades, formação própria e familiar, suas raízes, sabedoria, gostos individuais, etc... mas eu creio que em parte, há uma boa parcela de influencia nos modos de viver de uma época, filmes e músicas ouvidas e curtidas deixaram boas recordações de sua juventude, um tempo não tão remoto, mas que com certeza, não volta mais.

Viveram sua mocidade (época que marca a vida de todos nós) em um dos melhores períodos do nosso tempo: os anos 60/70.
Considerados as "décadas de ouro" da juventude, quando o romantismo foi vivido e cantado em verso e prosa.
A saudável influência de uma época, provocada por tantos acontecimentos importantes, que hoje permanecem na memória e que mudaram a vida de muitos.
Uma época em que o melhor da festa era dançar coladinho e namorar ao ritmo suave das baladas românticas.
O luar era inspirador, os domingos de sol eram só alegrias.
Ouviam Beatles, Johnny Mathis, Roberto Carlos, Antônio Marcos, The Fevers, Golden Boys, Bossa Nova, Morris Albert, Jovem Guarda e muitos outros que embalaram suas "Jovens tardes de Domingo", quantas alegrias! Velhos tempos, belos dias."

Foram e ainda são os Homens que mais souberam namorar; namoro no portão, aperto de mão, abraços apertadinhos, com respeito e com carinho, olhos nos olhos tinham mais valor...
A moda era amar ou sofrer de amor.
Muitos viveram de amor... Outros morreram de amor...
Estes Homens maduros de hoje, nunca foram Homens de "ficar".
Ou eles estavam namorando firme, ou estavam na "fossa", ou estavam sozinhos.
Se eles "ficassem", ficariam para sempre... ao trocar alianças com suas amadas.
A paixão pelo nosso país, era evidente quando cantavam a bossa nova e as músicas cujas letras eram plenas de poesia; e não onomatopéias com roncos e chiados!

A juventude passou, mas deixou "gravada" neles, a forma mais sublime e romântica de viver.
Hoje eles possuem uma "bagagem" de conhecimentos, experiências, maturidade e inteligência que foram acumulando com o passar dos anos.
O tempo se encarregou de distingui-los dos demais: deixando os seus cabelos cor-de-prata, os movimentos mais suaves, a voz pausada, porém mais sonora, hoje eles são homens que marcaram uma época.

Eu tenho a felicidade de ter alguns deles como amigos virtuais, mesmo não os vendo pessoalmente, percebo estas características através de suas palavras e gestos.
Muitos deles hoje "dominam" com habilidade e destreza essas máquinas virtuais, comprovando que nem o avanço da tecnologia lhes esfriou os sentimentos pois ainda se encantam com versos, rimas, músicas e palavras de amor, nem lhes diminuiu a grande capacidade de amar, sentir e expressar seus sentimentos.
Muitos tornaram-se poetas, outros amam a poesia.
Porque o mais importante não é a idade denunciada nos detalhes de suas fisionomias e sim os raros valores de suas personalidades. O importante é perceber que seus corações permanecem jovens...
São homens maduros, e que nós, mulheres de hoje, temos o privilégio de poder admirá-los.
Texto de Zélia Gatai

Simplicidade da mulher madura!!!!!!!! Busca das escolhas!!!!!!! Hoje, depois de tudo isso, gosto de homens que sabem fazer amor...



Quando tinha 15 anos, esperava um dia ter um namorado...
seria bom se fosse alegre e amigo...

Quando tinha 18 anos, encontrei esse garoto e namoramos; ele
era meu amigo, mas não tinha paixão por mim.

Então percebi que precisava de um homem apaixonado, com
vontade de viver, que se emocionasse...

Na faculdade saía com um cara apaixonado, mas era emocional
demais. Tudo era terrível, era o rei dos problemas, chorava
o tempo todo e ameaçava suicidar-se.

Descobri então, que precisava de um rapaz estável.

Quando tinha 25 anos encontrei um homem bem estável, sabia o
que queria da vida; mas era muito chato: queria sempre as
mesmas coisas - dormir no mesmo lado da cama, feira no
sábado e cinema no domingo.
Era totalmente previsível e nunca nada o excitava.

A vida tornou-se tão monótona que decidi que precisava
de um homem mais excitante.

Aos 30, encontrei um tudo de bom, brilhante, bonito,
falante e excitante, mas não consegui acompanhá-lo.

Ele ia de um lado para o outro, sem se deter em lugar
nenhum. Fazia coisas impetuosas, paquerava com qualquer uma e me
fez sentir tão miserável, quanto feliz.
No começo foi divertido e eletrizante, mas sem futuro.

Decidi buscar um homem com alguma ambição para com ele
construir uma vida segura. Procurei bastante, incansavelmente...

Mais tarde, encontrei um homem inteligente, ambicioso
e com os pés no chão.
Apartamento próprio, casa na praia, carro
importado...solteiro e sem rolos!

Pensei logo em casar com ele. Mas era tão ambicioso
que me trocou por uma herdeira...

Hoje, depois de tudo isso, gosto de homens que sabem fazer amor...
E só!

Nada como a simplicidade...
O texto acima é atribuído a Martha Medeiros.

Onde está o amor neste século da pressa? O quanto, para fugir de seus monstros interiores, as pessoas aceitam se envolver com qualquer um que demonstre o mínimo de boa vontade?




Quem não gosta de ser amado? Ser paparicado? Receber atenção especial,
presentinhos e beijinhos doces? Quem não gosta de surpresinhas gostosas,
beijo na boca e abraços apertados? Quem é que de livre e espontânea
vontade prefere a solidão a uma boa companhia? Ora, todo mundo quer uma
boa companhia e de preferência para o todo sempre. Mas conviver com essa
'boa companhia' diariamente por 3, 5, 10, 15, 25 anos que é o difícil.
No começo dos relacionamentos e até 1 ano de vida amorosa, tudo são mais
ou menos flores, (se o seu relacionamento tem menos de um ano e já é
mais de brigas e discussões, (caia fora dessa fria).

Não adianta você dizer que só depois de três meses que 'encontrou o amor
de sua vida', porque o amor precisa de convivência para ser devidamente
testado.

Nesse mundo maluco e agitado, as pessoas estão se encontrando hoje, se
amando amanhã e entrando em crise depois de amanhã.

Uma coisa frenética e louca que tem feito muita gente, que se julgava
equilibrada, perder os parafusos e fazer muita besteira.

Paixão, loucura e obsessão, três dos mais perigosos ingredientes que
estão crescendo nos relacionamentos de hoje em dia por causa da
velocidade das informações e o medo de ficar sozinho.

As pessoas não estão conseguindo conviver sozinhas com seus defeitos,
vícios e qualidades, e partem desesperadamente para encontrar alguém, a
tal da alma gêmea, e se entregam muitas vezes aos primeiros pares de
olhos que piscam para o seu lado.

Vale tudo nessa guerra, chat, carta, agência, festas e até roubar o
parceiro de alguém. É uma guerra para não ficar sozinho.

Medo? Com medo de se encarar no espelho e perceber as próprias
deficiências? Com medo de encarar a vida e suas lutas? Então a pessoa
consegue alguém (ou acha que está nascendo um grande amor), fecha os
olhos para a realidade e começa a viver um sonho, trancado em si.

Mesmo, nos quartos e no seu egoísmo, a pessoa transfere toda a sua
carência para o (a) parceiro (a), transfere a responsabilidade de ser
feliz para uma pessoa. Que na verdade ela mal conhece.

Então, um belo dia, vem o espanto, a realidade, o caso melado, o 'falso
amor' acaba, e você que apostou todas as suas fichas nesse romance fica
sem chão, sem eira nem beira, e o pior: muitas vezes fica sem vontade de
viver.

Pobre povo desse século da pressa!
Precisamos urgentemente voltar o costume 'antigo' de 'ter tempo', de dar
um tempo para o tempo nos mostrar quem são as pessoas.

Namorar é conhecer, é reconhecer, é a época das pesquisas, do
reconhecimento... Se as pessoas não se derem um tempo, não buscarem se
conhecer mais, logo em breve teremos milhares de consultórios lotados de
'depressivos' e cemitérios cada vez mais cheios de suicidas 'seres
cansados de si mesmos...'.

Faça um bem para si mesmo e para os outros, quando iniciar um
relacionamento procure dar tempo para tudo: passeie muito de mãos dadas,
converse mais sobre gostos e preferências, conheça a família e mostre a
sua, descubra os hábitos e costumes.

Parece careta demais?
Que nada, isso é a realidade que pode salvar o relacionamento e muitas
vidas.

(Luis Fernando Veríssimo)

Quando, enfim, a "ficha cai"



Algumas vezes, passamos longo tempo apostando numa relação, acreditando que pode dar certo e que ainda não esgotamos todas as possibilidades. Até por isso, recentemente escrevi um artigo chamado “Não precisa ser para sempre, mas precisa ser até o fim!”

Alimentamos idéias que julgamos ser compartilhadas com o outro, sentimentos que nos parecem recíprocos e, deste modo, vivemos uma ilusão sem nos darmos conta. É claro que quando isso acontece, nunca somos totalmente ingênuos a ponto de não questionarmos nada, de em nenhum momento duvidarmos da profundidade e da veracidade acerca do que está acontecendo.

Afinal, bem lá no fundo, por mais que tentemos negar, sabemos quando algo não vai bem num relacionamento; sentimos quando um encontro é duvidoso, quando as palavras parecem suspensas, quando as atitudes são frágeis demais.
Mas ainda assim, insistimos. Chegamos a perder a noção de nossos próprios limites e já não sabemos o quanto queremos, o quanto merecemos. Perdidos num desejo que parece maior que os fatos gritando diante de nossos olhos, somos capazes – algumas vezes – de cometer insanidades em nome de uma conquista.

Até aí, creio que tudo isso seja, sobretudo, humano. Não há pelo que se lamentar; somente o que aprender! Mesmo porque, para quem está comprometido com seu amadurecimento, em busca de uma condição mais evoluída, há de chegar o momento em que, finalmente, a “ficha cai”!

Depois de recorrentes decepções, a gente compreende e consegue enxergar o que existe de fato e o que não existe e simplesmente nunca vai existir; tal qual um veredicto – a exemplo do título do livro de Greg Behrent e Liz Tuccillo: “Ele simplesmente não está a fim de você”.

É isso: o outro não gosta, não quer, não está disposto e a gente se recusou veementemente a aceitar e respeitar esse direito que ele tem, como também escrevi no artigo “O outro tem o direito de não gostar de você”

Mas quando a “ficha cai”, é como se algemas se abrissem, cordas se desamarrassem, correntes se desenlaçassem: livres, enfim, estamos livres! Tornamo-nos libertos de uma mentira que contamos a nós mesmos. Percebemos, felizmente, que o caminho por onde andávamos não nos levaria a lugar algum. E, de repente, a gente desperta, como quem sai de um sonho confuso e angustiante: acordamos!

Meu desejo é para que você acorde, abra os olhos e se veja! Redescubra-se, ilumine-se e, mesmo que lentamente, volte a brilhar. E que a cada desconstrução, você possa se reconstruir... Que a cada desengano, você possa renascer. A cada decepção, você possa reascender... e feito gente que você é, que consiga gentilmente se dar a chance de recomeçar, ainda que – de novo – possa se enganar!

Mas, a despeito de todos os seus equívocos, que você nunca perca a coragem de seguir o seu coração e apostar tudo o que você é em suas mais intensas e nobres intenções! Para que, depois do fim, sobrevivam dois corações inteiros, íntegros e capazes de se dar ainda mais: o seu e o de quem você amou!


Rosana Braga

Só posso lamentar..



Se você quer colocar sua vida dentro de uma garrafa,só posso lamentar, senta numa mesa de bar e a beba aos goles.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Amor em quatro atos



Te amo sem saber como, nem quando, nem onde,
te amo diretamente sem problemas nem orgulho:
assim te amo porque não sei amar de outra maneira,
Se não assim deste modo em que não sou nem és
tão perto que a tua mão sobre meu peito é minha
tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.

As vezes em que eu mais te amei
tu o não soubeste e nunca o saberias.

Sozinho a sós contigo
em mim mesmo eu te criava,
em mim te possuía .

De onde vinhas nessas horas
em que inteira eu te envolvia,
nem eu mesmo o sei
e nunca o saberias .

Contudo, em paz
eu recebia o carinho,
compungindo o recebia,
tranqüilo em meu silêncio
e tão tranqüilo e tão sozinho
que calmamente eu consentia:
- que ainda que muito me tardasse
mais ainda, um outro tanto, eu sempre esperaria.

O gosto da tua pele
sal impregnado em meus lábios
que me mata de sede
à beira da fonte dos teus prazeres.

O teu gosto na minha boca
mel que sacia meus desejos
na hora derradeira
do medo de te perderem meio aos lençóis.

O teu cheiro impregnado
no meu corpo
perfume raro que nem a chuva
leva de mim…

É tão difícil falar e dizer coisas que não podem ser ditas.
É tão silencioso. Como traduzir o silêncio do encontro real entre nós dois?
Dificílimo contar. Olhei pra você fixamente por instantes.
Tais momentos são meu segredo.
Houve o que se chama de comunhão perfeita.
Eu chamo isto de estado agudo de felicidade.


instantes.
Tais momentos são meu segredo.
Houve o que se chama de comunhão perfeita.
Eu chamo isto de estado agudo de felicidade.




Affonso Romano de Sant´Anna, Clarice Lispector, Pablo Neruda

Temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz:



"E eu tenho vontade de segurar seu rosto e ordenar que você seja esperto e jamais me perca e seja feliz. E que entenda que temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz: A gente dá muitas risadas juntos. A gente admira o outro desde o dedinho do pé até onde cada um chegou sozinho. A gente acha que o mundo está maluco e sonha com sonos jamais despertados antes do meio-dia. A gente tem certeza de que nenhum perfume do mundo é melhor do que a nuca do outro no final do dia. A gente se reconheceu de longa data quando se viu pela primeira vez na vida."
Tati Bernardi

Quando estamos apaixonados..."Pegamos um frango, vestimos-o de pavão e nos apaixonamos... pelo pavão!"


Quando estamos apaixonados, esquecemos os espinhos das rosas e ficamos apenas com suas belas pétalas. Mas não dá para viver num conto de fadas para sempre: quando o sentimento amadurece e se transforma em amor, é chegada a hora de entender suas mil faces.
Como escreveu o poeta português Luís de Camões
Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Aprendi a perdoar...Olho para a raiz das ações, e conluo que também eu a podia ter cometido...



"Nunca me confrontei com as desilusões porque sou um ser solitário. Afasto-me das pessoas e observo-as de longe; nunca consigo vê-las de muito perto, sem enquadramento. Enfrentando a imperfeição, aprendi a perdar. Olho para a raiz das ações, e conluo que também eu a podia ter cometido..."

Inês Pedrosa

Mais sábios que os homens são os pássaros



Mais sábios que os homens são os pássaros. Enfrentam as tempestades noturnas, tombam de seus ninhos, sofrem perdas, dilaceram suas histórias. Pela manhã, tem todos os motivos para se entristecer e reclamar, mas cantam agradecendo a Deus por mais um dia.

Augusto Cury

Qual seu maior medo? Meu maior medo... é viver sozinho , é desperdiçar espaço em uma cama de casal, é a necessidade de ligar a tevê enquanto tomo banho, é enfrentar um final de semana sozinho, é a segunda-feira e me calar para não parecer estranho e anti-social.



Meu maior medo é viver sozinho e não ter fé para receber um mundo diferente e não ter paz para se despedir. Meu maior medo é almoçar sozinho, jantar sozinho e me esforçar em me manter ocupado para não provocar compaixão dos garçons. Meu maior medo é ajudar as pessoas porque não sei me ajudar. Meu maior medo é desperdiçar espaço em uma cama de casal, sem acordar durante a chuva mais revolta, sem adormecer diante da chuva mais branda. Meu maior medo é a necessidade de ligar a tevê enquanto tomo banho. Meu maior medo é conversar com o rádio em engarrafamento. Meu maior medo é enfrentar um final de semana sozinho depois de ouvir os programas de meus colegas de trabalho. Meu maior medo é a segunda-feira e me calar para não parecer estranho e anti-social. Meu maior medo é escavar a noite para encontrar um par e voltar mais solteiro do que antes. Meu maior medo é não conseguir acabar uma cerveja sozinho. Meu maior medo é a indecisão ao escolher um presente para mim. Meu maior medo é a expectativa de dar certo na família, que não me deixa ao menos dar errado. Meu maior medo é escutar uma música, entender a letra e faltar uma companhia para concordar comigo. Meu maior medo é que a metade do rosto que apanho com a mão seja convencida a partir com a metade do rosto que não alcanço. Meu maior medo é escrever para não pensar.
(trecho de Pais e filhos maridos e esposas II)

Fabrício Carpinejar

domingo, 24 de abril de 2011

"As pessoas nascem com a forma de semente podem tornar-se flores ou não. Milhões de pessoas decidem não crescer. continuam a ser possibilidades, nunca se tornam realidades.



"As pessoas nascem com a forma de semente; podem tornar-se flores ou não.
Tudo depende de si, do que faz consigo; tudo depende de você crescer ou não.
A escolha é sua – e a cada momento é preciso enfrentar essa escolha;
a cada momento você está numa encruzilhada.
Milhões de pessoas decidem não crescer.
Continuam a ser sementes;
continuam a ser possibilidades, nunca se tornam realidades.
Elas não sabem o que é realizarem-se pelos seus próprios meios,
não conhecem todo o seu potencial, não sabem nada acerca do ser.
Vivem completamente vazias, morrem completamente vazias."


Osho

Se as minhas mãos pudessem desfolhar...Se meus dedos pudessem desfolhar a lua!”



"Se as minhas mãos pudessem desfolhar

Eu pronuncio teu nome
nas noites escuras,
quando vêm os astros
beber na lua
e dormem nas ramagens
das frondes ocultas.
E eu me sinto oco
de paixão e de música.
Louco relógio que canta
mortas horas antigas.

Eu pronuncio teu nome,
nesta noite escura,
e teu nome me soa
mais distante que nunca.
Mais distante que todas as estrelas
e mais dolente que a mansa chuva.

Amar-te-ei como então
alguma vez? Que culpa
tem meu coração?
Se a névoa se esfuma,
que outra paixão me espera?
Será tranquila e pura?
Se meus dedos pudessem
desfolhar a lua!”

Federico Garcia Lorca