quinta-feira, 21 de junho de 2018

Chorar


terça-feira, 19 de junho de 2018

Viver é atravessar uma grande ponte de vidro, onde o medo é constante, o caminho é longo, as pedras são infinitas, o frio na barriga dói, mas a vista é sempre linda...


Viver é atravessar uma grande ponte de vidro, onde o medo é constante, o caminho é longo, as pedras são infinitas, o frio na barriga dói, mas a vista é sempre linda...
Viver é mais do que solucionar problemas, é saber se equilibrar no meio deles, seguir com eles e se reinventar no auge da tempestade que eles causam, isso é vida real, é saber que nós somos os empreendendores da nossa própria vida e tirar do caos uma nova porta pra onde sempre quisemos ir. Mesmo que feridos, que cansados e com mais caminhos frágeis para enfrentar, porque o bom da vida é sermos andarilhos nas oportunidades, experimentadores de sonhos e admiradores do tempo e dos aprendizados que ele nos trás.
Thalyta Melgaço

A vida não é uma jornada que começa agora e termina lá na frente.



A vida não é uma jornada que começa agora e termina lá na frente.
Ao contrário, vai começando, finalizando, recomeçando, terminando ... inúmeras vezes, mais do que ousamos suportar; mas uma hora você descobrirá que o que faz cada um ter uma boa vida é saber tirar de letra essas viradas de página que acontecem de forma planejada ou não - na maioria das vezes sem pedir licença, chegando e nos desorientando por algum tempo, mas depois permitindo que a gente descubra que tem recursos que nem sabia que existiam, e que a tribulação foi o gatilho para nos conhecermos melhor ...
Fabíola Simões

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Leve com você


Leve com você apenas o que combina e cabe na sua nova etapa de vida. O que sobrar, venda, ou melhor ainda: doe.

Martha Medeiros

E a vida.


Encontre alguém que te some tanto que você tenha que dividir.
O café, a conversa, a risada, o guarda chuva, a roupa, o corpo, a cama, o sentimento.
E a vida.

Cristina Custodio

Pra você que perdoa:

Pra você que perdoa: Não camufle o perdão guardando o mal que lhe foi causado na memória. Não vale a pena e não faz bem também. E pra você que é perdoado: não abuse da integridade e da boa intenção do outro cometendo o mesmo erro.
Cecilia Sfalsin

Só estava, como ostra, produzindo pérola.


A vida me bateu, mas eu não me despedacei. Se eu parei, não foi desistência. Eu só estava descansando! Eu não estou acabada , não fui destruída e nem afundei.
Só estava, como ostra, produzindo pérola.
Só estava, como borboleta, no casulo em meio a metamorfose. E, como semente, aceitei morrer para viver de novo.
Andrade Moraes