sexta-feira, 8 de junho de 2012

Casamento Caipira - Festa Junina



Casamento Caipira - Festa Junina

Personagens

01 Padre
01 Pai da Noiva
01 Noivo
01 Noiva
01 Ex-namorado
Convidados

Cena

O Padre espera no altar.
O pai da noiva entra com uma garrucha apontada para as costas do noivo

Dialogo:

Pai
– Vamos cabra safada
– Pensou que ia escapa dessa?

Senhor Vigário
– Aqui tá o noivo
– Faz logo esse casório. Senão prego fogo!

Noivo
– Ai, meu nosso Senhor, dessa eu não escapo!

Padre
– Que entre a noiva.
– Seja o que o senhor quiser.

Entra a noiva.
Todos gritam: Viva os noivos!

A noiva com cara de quem apronta todas, entra toda sorridente.

Começa o casório

O vigário pergunta:
– Seu Felisberto Cornélio Filho
– É de gosto casar com Dona Puritana das Virgens Solta?
O noivo assustado não responde logo.

O Pai aponta a espingarda e diz:
– Fala cabra safado, na hora de cair no mato com a minha filha não teve medo.

– Agora casa ou morre.

Noivo
– Sim, Senhor Vigário não tem jeito não é?
– Eu caso.

Padre

– Dona Puritana das Virgens Solta.
– É de gosto casar com seu Felisberto Cornélio Filho?

Noiva
– Claro seu Vigário.
Escorreguei na primeira.
Escorreguei na segunda.
Mas este não me escapa não.
Eu caso sim.

O Padre Pergunta:

Alguém sabe alguma coisa contra este casamento?

Um dos escorregos responde:

– Eu sei seu vigário.

Padre

– Então diga homem.

O Pai aponta a espingarda pra ele, que fica com medo

diz:

Etá casamentão pai dégua sô!

Viva os noivos!

Acaba a cerimônia.

2 comentários: