quarta-feira, 22 de julho de 2015

Culpa do vento


Como culpar o vento pela desordem feita, se fui eu que deixei a janela aberta?
Desconhecido

Nenhum comentário:

Postar um comentário